sábado, 26 de março de 2011

Demônios de gelo

Já é só neve agora.
Neve e silêncio.
Hastearam uma bandeira negra
no meio de tudo
ou do nada.
Juro que não fui eu,
mas me fez pensar.
Engraçado como a nostalgia
pode vir de qualquer coisa.
Os Alpes que estão
a milhares de quilômetros
do meu lar
me são familiares,
de certa forma.
Enquanto eu tirito de frio
a bandeira negra tremula.
O inferno é branco.

4 comentários:

  1. O inferno é branco...e vermelho.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante desse, achei uma linguagem muito "visual". Transmite um sentimento com cor e temperatura.Legal...um Cabernet Sauvignon também poderia fazer parte do contexto, o que tu achas?

    ResponderExcluir
  4. Foi escrito na neve mesmo, Fabiola... Eu senti esse frio todo e mais, hehehe.
    Um Cabernet Souvignon ou um Tannat caberiam espetacularmente nesse contexto! ;-)

    ResponderExcluir